terça-feira, 21 de junho de 2011

Pudim de Nozes

Ingredientes:

imagem retirada da internet


6 ovos
10 colheres (sopa) de açúcar
300 grs. de nozes picadas
500 ml de leite
1 colher (café) de essência de baunilha
1 colher (sopa) de amido de milho

Bata as claras em neve, adicione 6 colheres de açúcar aos poucos e continue batendo até ficar firme. Acrescente as nozes picadas e mexa delicadamente. Despeje em uma forma já caramelizada. Leve para assar em forno brando no banho-maria. À parte, leve ao fogo o leite, as gemas,  o amido e o açúcar restante. Mexa até engrossar; assim que retirar do fogo acrescente a baunilha. Desenforme o pudim quando já estiver frio e despeje por cima esse creme feito à parte  que também já deverá estar frio. Conserve na geladeira até a hora de servir.


Meus queridos bom dia!!

Aqui está a dica de mais uma delícia. A minha sugestão é que triture bem as nozes para preparar o pudim e reserve alguns pedaços para a decoração.

Espero que gostem da dica!!

Beijos
Lu


Curiosidade:
Banho-maria



imagem retirada da internet

Banho-maria é um método utilizado tanto na cozinha como em laboratórios químicos e na indústria (farmacêutica, cosmética, conservas, etc.) para aquecer lenta e uniformemente qualquer substância líquida ou sólida num recipiente, submergindo-o noutro, onde existe água a ferver ou quase. O processo recebe o seu nome em honra à famosa alquimista, Maria, a Judia, a quem atribui-se a invenção do processo. As substâncias nunca são submetidas a uma temperatura superior a 100°C no caso de utilização de água pois sua temperatura de ebulição em condições normais de temperatura e pressão, é exatamente 100 °C. Temperaturas elevadas podem ser atingidas usando azeite.

Uso na culinária: Em culinária este processo é utilizado especialmente para derreter chocolate, já que este não pode ser submetido a uma temperatura muito elevada, ou para o cozimento de algumas receitas como pudim, quindim e outras iguarias feitas no forno.
 
Outros usos: Este procedimento é utilizado no laboratório em provas sorológicas, outros procedimentos que necessitem de incubação, aglutinação, inativação, em farmácia, biomedicina e também na indústria. Em laboratório utiliza-se um equipamento apropriado para o banho-maria composto por câmaras e pode armazenar de 2 a 30 litros

Deixo aqui também minha pequena colaboração para esclarecer a todos os curiosos (incluindo meu amado marido que sempre me questiona isso) o por que banho-maria?

5 comentários:

Marcela disse...

Gente! Isso deve ser maravilhoso!!! Final de semana hei de fazer! Bjos

Ivani disse...

Hummm, deve ter ficado divino!
Receita ótima!
Gostei muito de saber o porque do banho-maria.Obrigada!
bjs...tenha uma linda tarde!

Flora Pires disse...

Querida Lu!
É necessária muita coragem para passar por este teu espaço. Confesso!
Pois você apresenta delicias cada qual mais pecaminosa que a outra de tão tentadoras.
A carne é fraca!
Falando sério. Tuas receitas são maravilhosas, ainda que tentadoras hahaha!
Beijos!
Flora!

Anônimo disse...

Essa receita deve ser ótima.

Alba Simões disse...

Querida Lu
Estas receitas são um manjar dos deuses, ou melhor,da Lu!
Sabe que estou passando a gostar mais de doces, cada vez que confiro suas maravilhosas receitas!
Ainda bem que eu não engordo rs!
Adorei as dicas de preparo!
Uma semana linda pra ti e família
Beijos

Postar um comentário